Meu celular quebrou: comprar um novo ou consertar o antigo

A decisão de comprar um aparelho novo ou consertar o antigo é uma das principais dúvidas ao se deparar com um problema: o celular quebrou. 

Na maioria dos casos, o problema está relacionado a bateria do celular que descarrega rápido. Um dos motivos é que as crianças ficam horas jogando jogos como o Free fire, ou até mesmo tentando pegar itens grátis para o mesmo jogo em um gerador de codiguin.

É preciso agir com muita cautela, pois, estamos falando de um objeto caro, embora bastante funcional e quase indispensável no dia a dia. 

Ele tem a capacidade de reunir diversos recursos em um único lugar, além de nos manter conectados à internet em qualquer momento. 

Por isso, é importante analisar a situação com calma antes de tomar uma decisão. Quer aprender 4 dicas que vão lhe ajudar a decidir?

celular quebrou
Meu celular quebrou: comprar um novo ou consertar o antigo 3

Continue lendo esse post com bastante atenção.

Celular quebrou: 4 dicas para decidir se compra um novo ou conserta o antigo

  • Avalie o estrago

Os smartphones são aparelhos muito sensíveis, portanto, qualquer queda ou choque pode causar sérios danos. 

Se eles estiverem desprotegidos, sem capinha e película, a situação pode ser ainda mais grave.

A primeira atitude deve ser segurar o aparelho nas mãos e avaliar o tamanho do estrago. 

Muitas vezes, o problema pode ser resolvido por você mesmo. Há diversos no YouTube e no TikTok que ensinam a fazer pequenos reparos em aparelhos celulares. 

Após encontrar um vídeo explicando a solução do problema, utilize uma ferramenta como para baixar o vídeo, no caso do TikTok existem duas excelentes ferramentas para baixar vídeos, o Snaptik e o SSStiktok.

Caso seu problema seja mais grave, que não seja possível fazer o reparo com a dica acima, procure por um profissional devidamente habilitado em reparos de telefone. 

Pequenos arranhões, vidros trincados em pequenas partes que não intergerem no funcionamento do aparelho, não devem ser consertados. 

Dar atenção especial a esse fato é importante, pois o processo de conserto é sempre arriscado. Portanto, pode ser que algo aconteça e você tenha prejuízos maiores. 

Se seu aparelho está funcionando corretamente, renove a capinha e a película e continue usando. 

Mas se a situação foi mais grave que o esperado, é hora de dar o próximo passo. Continue lendo o texto.

  • Faça o orçamento

Se após a avaliação, você perceber que o estrago foi grande, é hora de orçar o valor do conserto para saber se vale à pena. 

Tenha em mente que, quanto mais moderno o aparelho for, mais caro um novo ele vai custar. Portanto, vale à pena começar pelo orçamento do reparo. 

Nesse momento é importante escolher profissionais habilitados e que tenham experiência no conserto de telefone. 

O profissional deve de fato saber como abrir e fechar o aparelho de forma a preservar sua vida útil. 

Além disso, é preciso se preocupar com a placa do celular, para que seja mantida sua integridade e o aparelho funcione corretamente após ser devolvido ao seu dono. 

Se as peças do telefone não forem fixadas nessa placa, ele não vai funcionar corretamente.

Faça o orçamento do conserto em pelo menos 3 lugares. Converse com o profissional para saber se o conserto vale à pena.

  • Avalie o preço de um smartphone novo

Aparelhos modernos são funcionais, mas também são muito caros.                                  

No entanto, em casos que o celular quebrou e o conserto fique muito caro, a melhor saída é comprar um aparelho novo.

Compras feitas pela internet geralmente são mais em conta. Mas é preciso avaliar o custo do frete. 

Pesquise com calma e anote todos os valores encontrados referentes ao um aparelho novo igual ou similar ao seu. 

  • Compare valores

Após solicitar o orçamento do conserto do celular em três lugares e pesquisar o valor total de um aparelho novo, é hora de comparar para saber qual decisão tomar. 

O celular quebrou, mas você precisa do aparelho. Então é preciso agir de forma cautelosa para tomar a melhor decisão. 

Geralmente o conserto de um smartphone fica em torno de 30% do seu valor total. O que teoricamente seria bastante vantajoso. 

No entanto, uma conversa com o profissional vai assegurar se a melhor decisão é de fato investir no conserto do aparelho quebrado.

Por meio de sua experiência ele é capaz de saber se o aparelho continuará funcionando plenamente após o conserto. 

Se o valor no conserto for superior a 50% e seu aparelho já estiver velho, talvez adquirir um novo seja a melhor solução. 

Algumas lojas aceitam o telefone usado como desconto na aquisição de um aparelho novo. Veja essa possibilidade.

Celular quebrou: dicas para evitar esse tipo de problema

1g
Meu celular quebrou: comprar um novo ou consertar o antigo 4

Os smartphones são sensíveis, mas é possível encontrar pessoas com aparelhos muito bem conservados, mesmo após anos de uso. 

O segredo é ter muito cuidado. Comece adquirindo uma capinha e uma película para o seu aparelho. 

Não economize na qualidade desses acessórios. Eles são sempre muito mais baratos que o conserto do aparelho. 

Preste a atenção onde você deixa seu aparelho. Qualquer queda pode comprometer a estética do aparelho e seu funcionamento. 

Cuidado ao colocá-lo junto a chaves ou em bolsos apertados. O metal presente pode danificar a tela. 

Não deixe próximo à locais molhados ou o leve para o banheiro, esse local possui bastante umidade, o que pode prejudicar o funcionamento do aparelho. 

Conclusão

Se o celular quebrou e você ainda não sabe qual a melhor decisão a tomar, certamente depois de ler esse artigo, será muito mais fácil tomar a melhor decisão. 

Seja paciente, mesmo que seu telefone lhe seja muito útil. Correr na hora de tomar essa decisão pode ser extremamente prejudicial para o seu bolso.

Gostou as informações? Compartilhe!