• Bienal do Livro Rio divulga programação 2019

    Bienal do Livro Rio 02

    A Bienal do Livro Rio acaba de divulgar sua programação para essa edição 2019!
    Entre os destaques estão os escritores Bráulio Bessa, Ana Maria Machado, Monja Cohen, Cissa Guimarães, Luiz Fernando Veríssimo, Ruy Castro, Xico Sá, Gregório Duvivier, entre outros.

    Laurentino Gomes será um dos grandes destaques

    Um dos grandes destaques dessa edição da Bienal do Livro Rio será o escritor Laurentino Gomes, autor de obras essenciais para a História do Brasil, como os livros 1808, 1822 e 1889. Atualmente ele trabalha em uma trilogia sobre a história da escravidão e o primeiro volume tem previsão de lançamento pouco antes do início da Bienal. Vai perder essa? Confira a programação completa no site do evento: bienaldolivro.com.br/programacao

    A De Passaporte é a agência de turismo oficial do evento e preparou uma campanha especial com passagens aéreas e hospedagens próximas. Não deixe de curtir o Rio de Janeiro e um dos maiores eventos literários do país. Acesse nosso hotsite e faça uma pesquisa: depassaporte.com.br/bienaldolivro

    Deixe seu comentário
  • Vem aí mais uma edição da Bienal do Livro do Rio de Janeiro

    Bienal do Livro Rio 02
    Em agosto de 2019 acontece a XIX edição da Bienal Internacional do Livro, no Rio de Janeiro. A edição carioca sempre figura entre uma das maiores do Brasil e da América Latina e costuma levar um público acima de meio milhão de pessoas. A edição 2017, por exemplo, mesmo com toda a crise que o país já enfrentava, conseguiu atrair um público de mais de 640 mil pessoas. Nada mal para um país com hábitos de leituras tímidos. Se comparado ao hábito de leitura dos argentinos, o Brasil leva uma goleada. Em média, um cidadão argentino lê cerca de 5,8 livros por ano, enquanto o brasileiro lê uma média de 2,4. Cerca de 70% da população argentina tem um bom hábito de leitura, o que lhes garante o título de país com melhores índices de leitura na América Latina. O Brasil ainda precisa amargurar um índice de apenas 47% de brasileiros que leem.
    A ano de 2018, por exemplo, foi marcado por pedido de recuperação judicial de grandes redes de livrarias e retirada de uma grande rede francesa que atuava no Brasil. Se comparar o primeiro trimestre de 2019 com o mesmo período de 2018, o mercado sofreu uma retração de 18% em volume e 19% em arrecadação, segundo o portal EBC. Isso pode ser reflexo das “crises” que o país vem sofrendo nos últimos anos. Quando o poder de compra das famílias diminui, livros e cultura em geral são cortados do orçamento. Além disso, o país não cultiva hábitos de leitura. Se as escolas até incentivam esse hábito, muitas vezes não encontra reverberação em casa. E como sabemos, os pequenos precisam de exemplos para seguirem. Vamos mudar essa atual realidade?
    A bienal do livro tem essa função primordial de aproximar o público do mercado literário. Num evento como esse é possível conhecer autores, participar de atividades culturais que envolvem personagens épicos da literatura, encontrar pessoas que cultivam essa paixão pelos livros e conhecer as novidades do setor literário.

    O que esperar dessa edição da Bienal do Livro Rio 2019

    A edição de 2017 foi um sucesso e contou com as participações de Maurício de Sousa e Mário Sérgio Cortella. Foram 360 horas de programação cultural intensa, 190 sessões de autógrafos e um público de 640 mil pessoas, superando o que se esperava. Além disso, uma pesquisa apontou que 93% do público que participou do evento saiu satisfeito e tinha a intenção de voltar na edição 2019.
    Uma das grandes novidades desse ano será a utilização de todo o espaço do Riocentro para criar diferentes ambientes e atender todo o tipo de público. O impacto do público já começará na entrada, já que este ano será pelo Pavilhão das Artes. Sim, a experiência já começará aqui.
    “A Bienal é um sucesso, um momento mágico de interação entre os visitantes, as editoras e os autores. E, para mantermos esse encantamento, estamos sempre investindo em inovação, atentos às novidades e transformações tanto do mercado, quanto da sociedade. Em 2019, o objetivo é oferecer várias bienais dentro de uma, com espaços bem definidos para cada perfil de público”, afirmou Marcos da Veiga Pereira, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL).

    Outra novidade será um pavilhão voltado inteiramente para o público infantil, que reunirá autores, atrações e atividades lúdicas para as crianças e as famílias. Uma excelente oportunidade de introduzir os pequenos no universo da literatura.
    Serão mantidas e ampliadas a Arena Jovem, o Café Literário, o Fórum da Educação. Haverá também um espaço voltado para as pequenas editoras e uma área voltada para a Filosofia e os negócios. Outro espaço que promete atrair um grande público nessa edição será a área onde a cultura japonesa será homenageada. Será possível encontrar uma área voltada para os mangás e jogos. Tem como perder essa?

    A De Passaporte é a agência de turismo oficial da Bienal do Livro Rio e preparou uma campanha especial para atender pessoas de todo o Brasil interessadas em ampliar seus horizontes literários. São passagens aéreas para o Rio de Janeiro com descontos exclusivos no período da Bienal, que acontece entre os dias 30 de agosto e 08 de setembro. Além disso, será possível encontrar hospedagens próximas do Riocentro, local onde acontecerá o evento, com tarifas reduzidas. Aproveita a oportunidade de conhecer a cidade maravilhosa, caso não conheça, ou retornar para mais uma visita e acrescentar a Bienal do Livro no roteiro.
    Acesse o hotsite e faça uma pesquisa: depassaporte.com.br/bienaldolivro

    dmca-badge-w150-5x1-06

    Deixe seu comentário
  • Como chegar ao Riocentro

    Localização

    Localizado em frente ao Parque dos Atletas e ao lado da Vila Olímpica, em uma área amplamente atendida pelas opções de transporte público, o Riocentro recebeu 02 estações de BRT, em frente à sua porta principal.
    As avenidas Abelardo Bueno e Salvador Allende, vias principais de acesso ao Riocentro, foram duplicadas e possuem cinco pistas em cada sentido. O projeto beneficiou diretamente a questão da mobilidade urbana, aumentando a fluidez do trânsito e a capacidade de tráfego na região, principalmente nas horas de maior movimento.
    Para chegar ao Riocentro, públicos de todos os bairros tem inúmeras alternativas. Além dos acessos ampliados, novas rotas foram criadas. O principal acesso à Barra, pela Zona Sul, também foi duplicado. E quem vem da Zona Sul até o Riocentro com transporte público pode contar ainda com o metrô que faz integração com as linhas da Transoeste e Transolímpica. Já quem vem da Zona Oeste ou Baixada, conta com linhas da Transolímpica que transportam os passageiros até as novas estações de BRT.
    A facilidade também se aplica para quem vem ao Riocentro através do Galeão, Linha Vermelha ou Linha Amarela. Integradas, as vias conduzem até o complexo de forma prática e rápida.
    Um dos grandes legados dos jogos Olímpicos para o Riocentro, a Transolímpica, deve transportar 70mil passageiros por dia. O corredor é o primeiro a integrar com os dois já existentes (Transoeste e Transcarioca), aumentando as opções dos passageiros. Isso significa que grande parte da cidade está interligada através das novas vias. Enquanto a Transoeste, na Avenida das Américas, liga toda a zona oeste até a Barra e até o Metrô, a Transolímpica possue 18 estações e dois terminais, um na Avenidas Salvador Allende e Abelardo Bueno, a poucos metros do Riocentro, e outro na Avenida das Américas, no Recreio.

    Endereço: Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ – Brasil

    CARRO
    Para quem está na zona sul, o acesso mais fácil para o Riocentro é pela Barra da Tijuca. Após passar pelo Elevado do Joá e entrar na Av. das Américas, siga até o shopping New York City Center e mantenha à direita na Av. Ayrton Senna. Siga à direita na bifurcação, se orientando pelas placas para o Recreio e continue na curva Chico Anysio. Mantenha-se à esquerda e você vai entrar na Av. Embaixador Abelardo Bueno. Aí é só se manter à esquerda e você vai entrar na Av. Salvador Allende. A entrada para o Riocentro virá logo em seguida.

    O acesso ao Riocentro pela Linha Amarela é mais indicado para quem está na zona norte ou centro da cidade. Ao final da Linha Amarela, sentido Barra da Tijuca, siga na Av. Ayrton Senna mantendo-se na pista da direita. Entre à direita na Av. Embaixador Abelardo Bueno e siga até o final. Mantenha-se a esquerda e entre na Av. Salvador Allende. A entrada para o Riocentro virá logo em seguida.

    BRT
    Se você está na Zona Sul, existem diversas estações de metrô que trazem você direto até a Estação do Jardim Oceânico, na Barra. No Jardim Oceânico, basta pegar o BRT até terminal centro olímpico e de lá seguir para a estação Riocentro.

    Do Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio, a estação de metrô mais próximo é a Estação Cinelândia. Seguir de lá até a Estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca. De onde você deve seguir de BRT até o Riocentro.

    Se você está no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão a opção é o BRT pela via Transcarioca que liga o Aeroporto até o Terminal Alvorada na Barra da Tijuca e depois pegar o BRT da Alvorada até o Riocentro.

    Se você está na Zone Oeste, você poderá vir de BRT pela Transoeste seguir até o terminal Recreio e de lá seguir para estação Riocentro. Ou pegar o BRT pela Transolimpica seguindo até o terminal Centro Olímpico e de lá seguir até o Riocentro.

    Da Zona Norte, utilize o BRT pela via Transcarioca até a estação Curicica e de lá seguir para a Estação Riocentro.

     

    Fonte: Riocentro. Disponível em www.riocentro.com.br/menu/trace-sua-rota.

    Deixe seu comentário