• Dia internacional da mulher: da origem aos dias atuais

    A mulher tem um importante papel dentro da sociedade. Para muitas, talvez o papel mais importante como provedora.
    A luta feminina por igualdade de direitos vem de muito longe, por isso a data que comemora o Dia Internacional da Mulher não é um consenso dentre os vários movimentos que lutam pelas causas. Desde 1975 que o dia 08 de março foi designado pela Organização das Nações Unidas como o Dia Internacional da Mulher.

    Bem mais que flores e bombons

    Dia da mulher

    Os primeiros registros sobre a luta por igualdade de direitos vem dos Estados Unidos, que instituiu em 28 de fevereiro de 1909 o dia nacional da mulher. A ideia partiu de Theresa Malkiel, professora e ativista do Partido Socialista Americano.
    Em 1910, durante a Conferência Anual das Mulheres, em Copenhague, a alemã Luise Zietz, propôs um dia internacional para elas. No ano seguinte, mais de um milhão de mulheres participaram de uma passeata em alguns países europeus como Áustria, Alemanha, Dinamarca e Suíça para que tivessem direito ao voto e não fossem discriminadas no trabalho.
    No dia 08 de março de 1917, mulheres russas marcharam pelas ruas de Moscou exigindo melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia na I Guerra Mundial. O movimento sofreu forte repressão e desencadeou em alguns países mais progressistas a instituição da data pelo Movimento Internacional Socialista.
    Só em 1975 a data foi oficializada pela ONU e desde então a data é marcada por passeatas e manifestações por todo o mundo.
    Segundo dados publicados pela Folha de São Paulo, de acordo com dados fornecidos pelo IBGE, as mulheres são 51% da população brasileira, mas só ocupam 38% dos cargos gerenciais em empresas e instituições públicas. Recebem, em média, 75% dos salários dos homens e exercem cerca de 18 horas de trabalho semanal não remunerado. Apenas 7,9% dos municípios brasileiros possuem delegacia para mulheres.
    Esses dados servem apenas para ilustrar o quanto as mulheres ainda precisam lutar, apesar da luta já ter mais de um século!
    Toda força e apoio às mulheres desse Brasil e do mundo. Avante!

    Deixe seu comentário