• Dia da Consciência Negra numa viagem pelo Brasil

    Consciência Negra 01
    Desde a década de 70, o mês de novembro começou a ganhar contornos sociais voltados para a causa negra no Brasil. Para ser mais específico, era o 20 de novembro que marcava ainda mais esse dia, reconhecido posteriormente como o Dia da Consciência Negra. O 20 de novembro marca a emboscada e morte de Zumbi dos Palmares, um dos maiores líderes negros na luta contra o sistema escravocrata. Zumbi foi morto em 1695 pelas tropas coloniais, após sucessivos ataques ao Quilombo de Palmares. Ele conseguiu organizar o maior território de resistência na Serra da Barriga em Alagoas e que durou cerca de 100 anos. Em seu auge populacional o quilombo chegou a ter de 25 a 30 mil negros livres.
    A data foi institucionalizada em 2003 como o Dia da Consciência Negra e entrou no calendário escolar de todo o país. Em 2011 a então Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, oficializou a data como Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. Muitos questionam a existência da data, mas vale lembrar que o 13 de maio marca apenas a abolição da escravatura e as diversas entidades que lutam pela causa nunca sentiram que a data era conveniente para expressar todos os anseios da comunidade negra em todo o país.  A data, entre tantas outras coisas, desperta a discussão sobre racismo, discriminação racial, igualdade social, inclusão de negros na sociedade e cultura afro. Um período em que fóruns, debates e atividades se intensificam em todo o país e assuntos relacionados são amplamente discutidos.

    10 Lugares marcados pela cultura negra no Brasil

    01. MUSEU AFRO BRASIL (SÃO PAULO)
    O Museu foi inaugurado em 2004 com a função de gerar um maior reconhecimento e preservar o patrimônio cultural africano e afro-brasileiro. O espaço sempre conta com exposições ancoradas nos eixos da arte, da história e da memória. O lugar é ideal para ter uma maior consciência da influência negra na construção da sociedade brasileira, seja na cultura, na religião, no trabalho e artes.

    02. QUILOMBO DA RASA (RIO DE JANEIRO)
    O quilombo foi reconhecido em 2005 pelo INCRA e pela Fundação Palmares. O local fica próximo a Búzios e cerca de 180 Km da cidade do Rio de Janeiro e originou-se da antiga Fazenda Campos Novos. Lá é possível encontrar descendentes de povos africanos escravizados e, apesar do forte processo de descaracterização que os povos africanos sofreram ao longo dos séculos, com o forte processo de evangelização na década de 50 do século passado, a comunidade manteve fortes traços da cultura original. O local conta com cerca de 800 famílias que guardam as tradições e o clima bucólico que inclui até canoas ancoradas na beira da praia.

    Consciência Negra 03 - Quilombo do Campinho

    Quilombo do Campinho, RJ

    03. QUILOMBO CAMPINHO (RIO DE JANEIRO)
    Localizado próximo a cidade de Paraty, o Quilombo do Campinho da Independência é banhado pelo Rio Carapitanga e fica numa área de 287 hectares, cercado por mata atlântica, cachoeiras, árvores frutíferas e criação de animais. O local é habitado por cerca de 150 famílias que guardam as tradições de seus antepassados. O local está aberto a visitantes e possui uma excelente estrutura para receber o turista. Os moradores locais entenderam a importância de repassar essa cultura de forma turística e hoje é a principal fonte de renda da região. É possível almoçar no restaurante local, visitar as casas de farinha ou ouvir a contação de histórias oferecidas pelos Griôs (pessoas responsáveis por passar a cultura oral da comunidade). Uma excelente oportunidade de conhecer pessoas simples e entender um pouco mais sobre o modo de vida da comunidade.

    04. CAIS DO VALONGO (RIO DE JANEIRO)
    O Cais do Valongo foi um dos locais que mais recebeu negros no Brasil. A região era mais escondida e isso ajudava no tráfico de escravos, já que ficava mais afastado do centro da cidade da época. Em 1831 a área deveria deixar de funcionar como ponto de comercialização de escravos, em função das leis contra a escravidão começaram a se tornar um pouco mais severas. Não foi suficiente, pois as negociações passaram a ser feitas à noite. Já em 1843, na tentativa de esconder essa triste ferida social da imperatriz Tereza Cristina, ele foi soterrado dando espaço ao Cais da Imperatriz. Em 1911, novamente o cais sofre outro aterro, dando lugar à Praça do Comércio. Em 2011, durante um processo de reforma da zona portuária do Rio de Janeiro, descobriu esse único vestígio material da chegada de africanos escravizados nas Américas. A partir daí recebeu o título de patrimônio histórico da humanidade pela UNESCO em 2017 e está lá, imponente, para nos lembrar o doloroso processo de chegada dos escravos no Brasil.

    Consciência Negra 04 - Praça dos Orixás

    Escultura da Praça dos Orixás

    05. PRAÇA DOS ORIXÁS (DISTRITO FEDERAL)
    Brasília também tem seu monumento recente para lembrar a cultura e a religião de matriz africana. Ao lado do Lago Paranoá, há uma praça chamada Prainha (Praça dos Orixás), onde estão instaladas 16 estátuas de divindades afro-brasileiras, todas criadas pelo artista baiano Tati Moreno. O local tem um histórico de intolerância religiosa praticada por pessoas que não respeitam as religiões de matrizes africanas e está no meio do lago como um ponto de resistência da cultura e da fé. As estátuas são réplicas das que estão instaladas no Dique do Tororó, em Salvador.

    06. CASA DOS CONTOS DE OURO (OURO PRETO)
    A casa já assumiu diferentes funções desde que foi construída entre 1782 e 1787. Já foi sede da Capitania de Minas Gerais, já serviu como esconderijo para membros da Inconfidência Mineira, entre outras coisas. O longo dos anos ela foi sofrendo algumas alterações e restaurações, onde descobriram um chão bem característico das senzalas. Atualmente o local funciona como o museu do garimpo no Século XVII e como o trabalho escravo impactou esse período.

    07. MUSEU DA ABOLIÇÃO (RECIFE)
    O espaço onde atualmente funciona o museu tem uma importância inestimável para a história do Brasil. Situado na cidade de Recife, já funcionou como casa de engenho, teve importância estratégica durante a invasão holandesa, além de figurar em outros momentos históricos. No final da década de 50 houve a ideia de transformá-lo em Museu da Abolição, como uma homenagem aos abolicionistas Joaquim Nabuco e João Alfredo.
    No início dos anos 90 viu seu acervo sofrer um revés, quando o Governo Collor retirou todo o apoio financeiro, chegando a fechar por mais de cinco anos. Atualmente guarda um rico acervo documental acerca do processo de abolição da escravatura.

    Consciência Negra 06 - Cachoeira (por Erick Rabello)

    Cachoeira, BA

    08. CIDADE DE CACHOEIRA (BAHIA)
    Bem, aqui não dá pra destacar apenas uma coisa. A cidade é o grande destaque. Ocupada majoritariamente por afro descendentes, a cidade foi um dos polos econômicos no período em que a escravidão esteve mais forte. É possível sentir a influência da cultura negra em um simples passeio na cidade e observar as casas em estilo barroco do Século XVIII, a cultura local, o samba de roda característico do Recôncavo com seu samba chula, a culinária desenvolvida na cidade com forte acento afro. Não deixe de saborear uma moqueca ou uma maniçoba na beira do Rio Paraguaçu. Visite a Irmandade da Boa Morte, uma confraria de mulheres negras com mais de 50 anos, que são a alma da cidade. Acredite, você sairá encantado como a cidade conseguiu guardar tanto da cultura e assumir isso para o mundo!

    Consciência Negra 08 - Parque Memorial Quilombo dos Palmares

    Parque Memorial Quilombo dos Palmares, AL

    09. UNIÃO DOS PALMARES (ALAGOAS)
    Aqui nasceu o maior quilombo das Américas. Um local de resistência que abrigava escravos que conseguiam fugir das fazendas de todo o Brasil. Não era um caminho fácil chegar até lá, mas no período da escravidão no Brasil o local tornou-se o maior foco de resistência e alguns historiadores a chamam de pequena África. Praticamente uma cidade se desenvolveu aqui e em seu momento mais populoso chegou a ter 30 mil moradores livres. Além dos negros, índios e brancos que entendiam a luta se juntavam para fortalecer o quilombo. Atualmente o local guarda o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, onde recria o ambiente tal qual era na época. Uma viagem pela história de força e resistência do povo negro que nunca foi cativo.

    10. SALVADOR (BAHIA)
    Se você quer se reconectar com suas origens, Salvador é o caminho mais indicado. A cidade foi o primeiro local no Brasil a receber os primeiros negros que desembarcaram forçados levados da África. Alguns costumam chamar a cidade de Meca Negra, um local onde todo negro precisa ir pelo menos uma vez. Se você passar alguns dias na cidade vai entender como a desigualdade ainda existe por lá, mas verá um outro lado que não é comum em outras capitais do Brasil. A população negra aceita suas origens africanas como nenhuma outra. Essa aceitação trouxe um aporte social e cultural carregado de negritude, seja na culinária, na música, na comunicação, nas danças entre outros. Vá na cidade com esse olhar de reconhecer a importância dos negros na formação da sociedade. Visite os museus voltados para a reflexão do povo negro, os blocos afros, os terreiros de candomblé, etc. Não preciso falar que você precisa visitar o Pelourinho, um local onde os negros eram castigados e a cidade conseguiu dar a volta por cima e transformá-lo num lugar de beleza, celebração e reflexão.
    A canção Haiti de Caetano Veloso e Gilberto Gil resume o Pelourinho em poucos versos:

    Consciência Negra 05 - Salvador (por Erick Rabello)

    Salvador, BA

    “Onde os escravos eram castigados
    E hoje um batuque um batuque
    Com a pureza de meninos uniformizados
    De escola secundária em dia de parada

    E a grandeza épica de um povo em formação
    Nos atrai, nos deslumbra e estimula…”

    Viaje pelo Brasil. Viaje pela História.
    A De Passaporte possui um hotsite exclusivo onde você pode comprar passagens e hospedagens com valores reduzidos e se aprofundar um pouco mais na história do Brasil. Acesse nosso hotsite exclusivo e faça uma pesquisa: https://www.depassaporte.com.br/lazer/

     dmca-badge-w150-5x1-06

    Deixe seu comentário
  • Dicas para viajar com crianças

    Viagem com Crianças 06

    Viajar com crianças torna-se um terror para alguns pais. O medo de viajar e dar tudo errado, a insegurança de organizar a viagem, escolher roteiros, organizar malas, a preocupação com a alimentação, enfim. Tudo isso termina travando uma viagem em família e, muitas vezes, pais que costumavam viajar quando não tinham filhos sentem-se frustrados por não poder mais fazer aquelas viagens que tanto gostavam.
    Com um pouco de planejamento é possível viajar com filhos, sim. Claro que os horários mudam, os lugares mudam, a atenção precisa ser redobrada, mas com planejamento será possível fazer uma viagem em família inesquecível com os pequenos. Não importa a idade deles. Pensando nessas preocupações que inundam a cabeça dos pais, vamos dar dicas de como se planejar para aquela sua viagem.

    Sete dicas para viajar com crianças com menos preocupação

    01. A ESCOLHA DO DESTINO
    A viagem começa na escolha do destino. Procure escolher locais que tenham atrações que agradem toda a família. Não adianta viajar para um local que as crianças vão se divertir e os pais serão apenas a equipe de apoio. O local pode ser um que já tenha uma excelente estrutura e que você já tenha familiaridade, o que lhe dará maior segurança. Por outro lado, a escolha de um destino mais diferenciado e menos tradicional irá proporcionar uma experiência mais desafiadora para todos. Locais como resorts e hotéis fazendas são excelentes para quem busca mais comodidade. Lugares como praia, campo ou culturas diferentes enriquecem bem mais a experiência. Claro que dependendo do número de crianças a atenção será ainda maior, mas com o passar dos dias, você irá se organizar melhor e conseguir curtir todos os pontos. É importante lembrar que a diversão deve começar na escolha do destino. Faz uma pré-seleção de possíveis destinos e chama as crianças para uma escolha em conjunto. Isso fortalece os laços familiares.

    02. ORGANIZANDO A VIAGEM
    Viagem com Crianças 01Essa talvez seja a parte mais importante de todo o processo. É aqui que você irá programar a viagem, quantidade de dias, o roteiro que irá ser feito, entre outras coisas. Se possível, já programe a compra das passagens, hospedagem, locais que gostariam de visitar, etc. Nessa hora é bom dividir as atividades pelo número de dias e de maneira que inclua todas as pessoas da viagem. Se tiver crianças, escolher atividades que sejam para elas; se tiver adolescentes ou pré-adolescentes, é importante que eles sejam contemplados com uma programação deles. Não esquecer que os pais também precisam se divertir, então é preciso combinar com os participantes da viagem que todos precisam ser contemplados com atividades. Para crianças isso irá ajudar no crescimento e como ela precisa abrir mão em alguns momentos para que os outros também se divirtam.

    03. PREPARE A DOCUMENTAÇÃO
    Viagem com Crianças 05
    Aqui é o momento que você irá verificar toda a documentação necessária para todos os membros do grupo familiar, em especial as crianças e adolescentes. Para eles as regras para viagens são mais rígidas que para um adulto, por exemplo. Viajar com crianças é exigido que elas tenham, pelo menos, sete dias de vida, mas os médicos só recomendam que a primeira viagem seja feita após os dois primeiros meses. Isso porque a pressão interna da aeronave pode incomodar bebês. É sempre bom verificar com a companhia ou com a agência de viagem quais as vacinas exigidas para o destino que você está indo.
    Em relação a documentação, é preciso estar bem atento. Em viagens nacionais, se a criança não estiver viajando com os pais, deve-se apresentar uma autorização reconhecida em cartório e que contenha RG e CPF da pessoa que está acompanhando a criança ou adolescente. Em caso de viagens internacionais, se a criança estiver acompanhada apenas de um dos pais, deverá apresentar uma autorização, também reconhecida em cartório referente a outra parte que não irá acompanhar a criança. Em caso de extravio, furto ou roubo desses documentos em uma viagem internacional, deve-se procurar a embaixada brasileira.

    04. FAZENDO AS MALAS
    O mais recomendado é fazer a mala de cada membro separadamente. Se forem adolescentes, deixe que eles organizem as malas e você só irá orientar. Se for criança, a tarefa será dos pais. O ideal é colocar tudo que precisa levar em cima da cama e organizar tudo na mala. Criança dificilmente dá para repetir roupa, coisa que os adultos fazem com tranquilidade. Então organize as roupas e sempre deixe duas ou três peças extras. Não esquecer de separar alguns brinquedos para crianças menores, pois elas irão precisar enquanto vocês esperam na fila do aeroporto, por exemplo. Vale lembrar das limitações de peso para bagagens, então é preciso levar só o necessário. Para não esquecer nada, recomendo fazer um checklist com alguns dias de antecedência.

    05. NO AVIÃO
    Viagem com Crianças 03Viagens de avião são tediosas para adultos, imagina para crianças que a noção de tempo é bem diferente! Se for viajar com bebês, tente não ficar muito distante do banheiro. Para crianças um pouco maiores é recomendado levar alguns brinquedos para distração, mas lembrar de levar algum que não faça barulho. Se for tablete ou celular, não esquecer de levar fones de ouvido. A ideia é sempre ter algo que possa entretê-los, mas não incomodar o passageiro que vai do lado. Além disso, a maioria das companhias aéreas possuem lápis de cor e papel, basta solicitar. É sempre bom manter alguns lanchinhos na bagagem de mão, pois as crianças podem precisar durante o voo. Para crianças menores é recomendado deixar também uma muda de roupa extra.
    Crianças até 02 anos geralmente não pagam a passagem, mas precisam ir no colo dos pais. Quando a tarifa é cobrada, geralmente é um percentual da passagem de um adulto. Para crianças de 02 a 12 anos, é cobrado também o percentual do valor de um adulto, mas aí já tem direito a um assento. Se precisar de cadeirinha ou berço, é bom consultar a companhia aérea com antecedência.

    06. PROGRAMAS NA VIAGEM
    É importante programar os pontos que se quer visitar com bastante antecedência. Tentar criar um roteiro que satisfaça a todos e respeitar as individualidades. Preparar programas de acordo com a idade de cada membro da família, assim todos irão curtir melhor a viagem.
    Durante o almoço é sempre bom optar por restaurantes que tenham espaços infantis. Criança não vê graça em ficar conversando e olhando os outros. Basta pegar uma mesa mais próxima possível da área de diversão. É sempre bom manter uma garrafinha com água, suco, e alguns lanchinhos, assim você não terá que desembolsar dinheiro para cada coisa que a criança encontrar na rua.
    Crianças adoram parques e vão querer brincar em todas as pracinhas que encontrarem. Nessa hora é preciso impor limites e deixar claro para onde está indo. É ideal fazer também com que as crianças tenham consciência do dinheiro e que elas precisam fazer escolhas. A viagem pode ser também educativa, mas sem muito estresse. Tire algumas horas para sentar em praças e parques e deixar as crianças brincarem livremente. Elas gostam de correr atrás de pássaro, brincar com a água, neve, etc. Se possível, entre na brincadeira e fortaleça os laços familiares. Para pais que trabalham fora, essas atividades são importantes.

    07. CUIDADOS NA VIAGEM
    Viagem com Crianças 04Já falamos que você deve adquirir um seguro viagem? Uma coisa que não pode faltar na viagem é um seguro. Aqui você não terá mais como deixar isso de lado, pois imprevistos acontecem. Um seguro viagem dará mais tranquilidade para os pais. Além disso, coloque uma pulseira com algumas informações básicas como o nome da criança, telefone do responsável ou do hotel em que estão hospedados. Isso te dará uma segurança maior para curtir mais a viagem.
    Não é porque vocês estão em férias que os horários devem ser desrespeitados, então siga à risca os horários de alimentação e sono, mas de forma natural. A viagem vai servir também para ajudar na disciplina e na noção de responsabilidade. Os passeios devem mesclar atividades de adultos, de crianças e de adolescentes, de forma que todos sintam-se contemplados durante o dia.

    As crianças adoram conhecer lugares diferentes e descobrir novas atividades e amizades. Não é porque a viagem irá exigir um pouco mais de atenção e cuidado que ela não pode ser prazerosa para todos e essas viagens reforçam os laços familiares. Esqueça o medo e tenha em mente que você já organizou bem a viagem. Aproveita que outubro é o mês das crianças e programa uma viagem com os pequenos. A De Passaporte sempre tem passagens aéreas e hospedagens para diversos lugares com tarifas reduzidas. Entre em nosso hotsite e faça uma pesquisa: https://www.depassaporte.com.br/lazer/

    dmca-badge-w150-5x1-06

    Deixe seu comentário
  • O folclore na aviação

    De Passaporte - Folclore 05

    O mês de agosto marca a comemoração do folclore brasileiro. Um período importante dentro da cultura nacional, já que reúne elementos de diferentes culturas formadoras da identidade, principalmente a portuguesa, a indígena e a africana. É uma junção de lendas, contos mitos e histórias sobre criaturas ou seres fantásticos que povoam a mente e o imaginário popular. A data específica é 22 de agosto, mas pensando nessas lendas que povoam o imaginário popular, resolvemos listar 10 lendas ou mitos que povoam a mentes de algumas pessoas que viajam de avião.

    10 mitos mais comuns sobre voar de avião

    01. Viajar de avião não é seguro
    Apesar das pessoas alimentarem um medo incontrolável em viagens, o avião é um dos meios de transportes mais seguros que utilizamos. É comprovado, estatisticamente, que a possibilidade de um acidente fatal é de 1 em 8 milhões! Então perca esse medo, porque a tecnologia de uma aeronave é extremamente complexa. Os sistemas de segurança são bem completos e os pilotos passam por horas e horas de treinamento. Outro fator que lhe dará mais segurança é que as leis que cercam a aviação comercial são bem rígidas. Apenas relaxe.

    02. Uso de celular e eletrônicos podem derrubar um avião
    De Passaporte - Folclore 03
    Esse foi outro mito criado ao longo dos anos e que algumas pessoas ainda perpetuam. Efetivamente não há nenhum registro ou comprovação de que um avião já tenho caído por esse motivo, mas eles podem interferir na comunicação da cabine de comando. Um relatório de 2014 da Agência Europeia para a Segurança da Aviação, apontava que esse tipo de equipamento não representa risco para os aviões e que cabe a companhia aérea decidir pelo uso ou não desses aparelhos durante o voo. Utilize sempre de bom senso e pergunte a algum tripulante se será possível utilizar seu aparelho.

    03. A qualidade interna do ar da aeronave é ruim
    Alguns costuma dizer que a qualidade do ar num avião é péssima e que a quantidade de bactérias é superior ao normal. Isso é uma grande falácia. O ar no interior da aeronave é muito limpo, pois ele circula da frente para a parte traseira da aeronave e, dali, vai para a parte de baixo da fuselagem, onde passa por filtros bem parecidos com o que existem em hospitais. Aí ele é filtrado e se mistura com ar externo que é captado pelas hélices. Com esse processo, o ar é trocado a cada 3 minutos eliminando 95% das bactérias existentes. Pode respirar sem preocupação.

    04. O vaso sanitário pode sugar
    Vasos sanitários de aviões usam o sistema de sucção e o som alto desse tipo de sistema pode assustar um pouco, mas nada que te faça ficar apertado (a). Há um sistema de válvulas que se abrem e fecham no momento em que a descarga é acionada. Os dejetos são jogados no reservatório específico até que a aeronave pouse para fazer uma limpeza.
    É quase impossível que uma pessoa fique presa no vaso, já que pra isso ela teria que dar descarga enquanto estivesse sentada. Além disso a pessoa precisaria estar perfeitamente sentada de forma que houvesse uma vedação. O mais indicado é nunca dar descarga enquanto estiver sentado (a).

    05. Aviões jogam dejetos humanos no ar
    Outra mentira que se perpetuou por muitos anos. Não, os aviões não jogam os dejetos em pleno ar. As aeronaves possuem reservatórios que armazenam esse material e logo que pousam no aeroporto esse compartimento é retirado e descartado de forma adequada. Em viagens intercontinentais é comum os aviões possuírem 2 compartimentos desse tipo, então eles nunca despejam os dejetos em pleno ar.

    06. Voos longos fazem mal à saúde
    De Passaporte - Folclore 04
    Outro mito que circula sobre esse tipo de viagem e que não faz sentido. Existe um cansaço normal quando o ser humano fica muito tempo em uma posição. O ideal é levantar um pouco e andar no corredor da aeronave. Enquanto estiver sentada (o) fazer alguns movimentos para ajudar a ativar a musculatura e a circulação sanguínea. Caso a pessoa já tenha algum problema de saúde, é bom fazer um check up com o médico um pouco antes.

    07. As portas do avião podem abrir durante o voo
    Filmes sobre desastres aéreos ajudaram a disseminar esse mito ao longo dos anos. A pressurização que há no interior da aeronave impede que a porta seja aberta, pois isso só pode acontecer quando a pressão interna e pressão externa forem iguais. A pressurização é para evitar esse tipo de acontecimento e evitar que os passageiros fiquem sem ar. Outra coisa que é impossível de acontecer é algum passageiro abrir a porta enquanto o avião estiver no ar. A pressurização exigirá uma força sobre humana para que isso aconteça.

    08. Ficar preso no banheiro
    Algumas pessoas entram em pânico só de imaginar que podem ficar presas no banheiro do avião. Isso é muito difícil de acontecer, mas caso ocorra, a porta possui um sistema externo que possibilita a abertura pela tripulação. Atrás da informação sobre ser proibido fumar existe um mecanismo de conhecimento da tripulação, mas que só pode ser usado em caso de emergência.

    09. O assento do avião vira uma boia
    Sim, essa é uma verdade máxima dentro da aviação comercial. Se por algum motivo o piloto precisar fazer um pouso forçado no mar, você poderá usar a poltrona como boia. Ele suporta um peso de até 100 Kg e você poderá aguardar até que seja feito o resgate.

    10. Viagem de avião é só para ricos
    De Passaporte - Folclore 06
    Digamos que no Brasil isso já chegou a ser uma verdade. Voos comerciais eram caros e dispendiosos, mas os últimos 20 anos trouxeram uma considerável redução em preços de passagens aéreas, o que possibilitou que pessoas de todas as classes sociais pudessem viajar.
    Além disso, hoje em dia quase todo mundo tem um cartão de crédito. Isso permite, por exemplo, que as pessoas possam parcelar suas viagens sem comprometer muito o orçamento.
    Para alguns locais está mais barato viajar de avião que de ônibus e a tendência mundial é que os preços caiam ainda mais.

    A De Passaporte é uma agência que aposta na desmistificação de tantas lendas que cercam a aviação comercial. É possível comprar passagens aéreas com descontos incríveis e realizar o sonho de voar. Vamos deixar as lendas apenas para alimentar o rico folclore brasileiro.
    Acesse nosso hotsite e faça uma pesquisa: https://www.depassaporte.com.br/
    Você não pode criar asas, mas pode ganhar o céu!

    dmca-badge-w150-5x1-06

    Deixe seu comentário
  • Um evento obrigatório para profissionais e estudantes na área de odontologia

    A odontologia é uma área que exige um alto padrão de conhecimento e especialização. O que se aprende numa universidade é apenas o básico da profissão e o que tornará um indivíduo altamente capaz dentro da área, serão as especializações que ele fará ao longo de sua profissão.

    Ateliê Oral International Meeting preparando profissionais mais multidisciplinares

    Ateliê Oral International Meeting

    Um dos eventos que ajudará o profissional nesse crescimento profissional, certamente será o Ateliê Oral International Meeting, já que a ideia é apontar para a odontologia alinhada à tecnologia. O evento anterior deixou claro que o cirurgião dentista precisa ter uma visão ampla, integrada, multidisciplinar e estar aberta a novas possibilidades.
    O time de palestrantes falará muito sobre comportamento, gestão de negócios e relacionamentos, técnicas e procedimentos de alta performance. Serão 8 palestras sobre gestão, 04 convidados internacionais, 20 especialistas nacionais, ateliê oral kids, além de 45 empresas que estarão expondo suas novidades em condições especiais. Um evento obrigatório para profissionais e formando na área de odontologia.

    Essa segunda edição do evento acontece de 13 a 15 de junho de 2019, no Palácio das Convenções Anhembi, em São Paulo. A De Passaporte preparou uma campanha especial com passagens aéreas e hospedagens com valores reduzidos. Acesse nosso link e confira as vantagens oferecidas: depassaporte.com.br/atelieoralmeeting

    Deixe seu comentário
  • O que fazer em Fortaleza

    Está indo para Fortaleza – CE ou pensando em visitar a capital cearense? A cidade é a 5ª maior do Brasil e a primeira do Estado do Ceará. Nascida às margens do Oceano Atlântico, a cidade tem uma função estratégica importante. Como é a cidade mais próxima da Europa, boa parte dos cabos submarinos para comunicação do Brasil com o resto do mundo, chegam por Fortaleza, o que a torna um precioso tesouro da Região Nordeste. Mas isso é só uma mera curiosidade, visto o que queremos falar com você. Preparamos algumas dicas para você desfrutar da melhor maneira o que fazer em Fortaleza.

    Fortaleza, uma cidade banhada pelo sol e pelo mar

    Fortaleza 2

    AS PRAIAS
    Bem, não tem como falar de Fortaleza e não associá-la ao sol e as praias. Uma dica importante é conhecer a orla central da cidade que agrega as praias de Iracema, Meireles e Mucuripe. É um ponto de encontro de turistas e moradores, principalmente ao entardecer. Além dessas praias, é recomendado dar um pulo na Praia do Futuro, famosa internacionalmente e que já foi cenário de um filme que levou seu nome, estrelado por Wagner Moura em 2014. A praia tem uma excelente estrutura de barracas e variedades.

    AS DUNAS E AS FALÉSIAS COLORIDAS
    Não deixe de dar um passeio de bugre pelas dunas nas praias de Morro Branco e das Fontes. É o símbolo do turismo local. Vale lembrar que essas praias ficam nos arredores da cidade, mas é um passeio extremamente prazeroso. Aproveitando que você já estará de bugre mesmo, não deixe de conhecer as lagoas de Cumbuco. É ideal para a prática de windsurf e kitesurf.

    VIDA NOTURNA
    A cidade é quente e à beira do mar, então a vida noturna é bem fértil na região. É comum as pessoas ficarem até altas horas nos bares à beira da praia. Além disso, a cidade tem uma vida cultural muito forte, não é à toa que de lá saiu gente como Belchior, Amelinha e Fagner, só para citar alguns. É recomendado também conhecer o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e suas peças de teatro, cinema, shows e museus. Ah, e não deixe de visitar também o Theatro José de Alencar, umas das maravilhas da arquitetura art nouveau.

    A CULINÁRIA LOCAL
    Uma das coisas que você não pode deixar de provar é a lagosta que servem na cidade, mais especificamente na praia de Curuípe. As jangadas aportam trazendo quilos da iguaria e você pode degustar nas barracas que servem na praia mesmo.
    Se você prefere uma comida mais fincada nas raízes nordestinas como o baião de dois e a carne de sol, é recomendado ir até os bairros de Varjota e Aldeota. Tem inúmeros restaurantes que servem além das comidas nordestinas, os frutos do mar.
    Não saia de Fortaleza sem ir ao bairro de Messejana. Aqui servem as maravilhosas tapiocas recheadas para todos os gostos.

    Espero que essas dicas sejam de grande utilidade para que você comece a desbravar uma das cidades mais bonitas do Nordeste. Faça uma pesquisa de hospedagens e passagens aéreas em nosso site. Temos inúmeras vantagens a oferecer para a região. Acesse: depassaporte.com.br/lazer

    dmca-badge-w150-5x1-06

    Deixe seu comentário
  • Facilite a viagem do seu público e faça do seu evento um sucesso

    A organização de um evento demanda muito tempo para cuidar de detalhes em diversas áreas. Você se preocupa em escolher o local do evento, em fazer o planejamento financeiro, em construir a programação, mas você já parou para pensar em como as pessoas se deslocam para ir ao seu evento? Esse é um dos principais questionamentos dos interessados no evento que não moram na cidade onde ele será realizado.

    E esse questionamento pode virar uma grande dor de cabeça. Sanar essas dúvidas e oferecer melhores condições para a viagem dos participantes do seu evento pode aumentar bastante o público interessado na sua produção.

    Agência de turismo para eventos

    Uma agência de turismo especializada em eventos resolve todos os problemas relacionados à viagem do público do seu evento e também dos seus palestrantes ou das atrações que participarão dele.

    Estabelecer uma parceria com uma agência é eliminar os empecilhos dos turistas que se interessam pela sua produção e até mesmo aumentar o número de interessados.

    De Passaporte

    A De Passaporte é uma agência que tem como missão proporcionar as melhores experiências em viagens para eventos. Negociamos tarifas promocionais de passagens aéreas para o período de realização do seu evento, escolhemos hotéis próximos e adequados ao seu público com ótimas condições de pagamento e oferecemos facilidades como transfer e aluguel de veículos.

    O seu público compra online numa página criada especialmente para o seu evento e conta com uma equipe de suporte especializada que atende por telefone com número único nacional (custo de ligação local), WhatsApp, chat online e email.

    Você pode aproveitar essas vantagens por meio de uma parceria gratuita com a nossa agência. Aproveite!

    Cadastre-se e receba o contato de um de nossos atendentes.

     

     

    Deixe seu comentário
  • O Carnatal está chegando, conheça sua história!

    Carnatal é o carnaval fora de época da cidade de Natal, capital do estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Realizado anualmente no começo do mês de dezembro, ele é organizado na Praça de Eventos da Arena das Dunas. Está no Guinness Book como o maior carnaval fora de época do mundo, reunindo cerca de um milhão de pessoas nos seus quatro dias de festa. Em 2018 o evento será realizado de 13 à 16 de dezembro.

    O primeiro Carnatal ocorreu no ano de 1991 e foi realizado no centro da cidade, com apenas 3 blocos, entre eles o Bloco Caju, animados por Netinho, Banda Mel e Banda Cheiro de Amor. No circuito, havia 12 camarotes e nenhuma arquibancada. No ano de 1992 é criado o bloco Burro Elétrico, formado pelos jornalistas que cobrem o evento, o bloco Bicho Papão puxado pelo cantor Ricardo Chaves e a banda Asa de Águia com o bloco Jerimum chegam para ficar. Em 1993 a estrutura era maior, com a adição das arquibancadas ao lado do ginásio Palácio dos Esportes e a novidade foi a criação do bloco Nana Banana animado pelo Chiclete com Banana.

    A festa cresceu e, devido a reivindicações de moradores do bairro, teve que ser transferida para o largo do estádio Machadão em 1994, onde foram montados 525 camarotes. Nesse ano já eram 14 blocos e mais de 50 mil foliões. Nos anos seguintes a estrutura continuou a mesma com acréscimos de mais blocos. No ano de 1997, o Carnatal teve a participação de um bloco puxado pelo grupo É o Tchan!, que tinha destacado espaço na mídia, o que contribuiu para divulgação do evento. Em 1999 o Carnatal foi a maior festa das comemorações dos 400 anos da cidade de Natal, foram 10 blocos animados pelos principais artistas da música baiana.

    No ano 2000 o evento trouxe pela primeira vez a banda Harmonia do Samba e o rock invadiu o evento com a apresentação da banda Jota Quest. Neste ano, a cantora Daniela Mercury anunciou que não puxaria mais blocos de trio, sendo sua última micareta, porém voltando em 2002 para dividir o trio com Ricardo Chaves. Em 2001, a cantora Ivete Sangalo volta ao Carnatal depois de sair da Banda Eva. No Carnatal 2002, além da volta de Daniela Mercury, outra novidade foi a estreia da banda Babado Novo no bloco Caju. Em 2003 e 2004 o evento continuou trazendo muitas atrações em diferentes blocos. No Carnatal 2005, a grande novidade foi a estreia do bloco Cerveja & Coco, parceria entre Ivete Sangalo e Asa de Aguia.

    O Carnatal consolidou-se como o principal evento do calendário turístico de Natal. Em 2010 compõe-se de 10 blocos, tais como puxados por bandas e cantores de axé music como também artistas potiguares e bandas de forró que fazem dessa micareta a maior do país.

    Até o ano de 2010, o local do início do percurso fica na Avenida Lima e Silva com a Avenida Prudente de Moraes (largo do Estádio Machadão), no bairro Lagoa Nova. De lá, saia os trios, seguidos pelos foliões, para um percurso de cerca de 3,0 km.

    Mas, com o início das obras da Arena das Dunas, novo estádio para a Copa do Mundo 2014 fez com que o percurso fosse modificado no ano de 2011. Então, o Carnatal 2011 ocorreu no mesmo local com algumas modificações o início do percurso continuou sendo na Av. Prudente de Moraes, mas o ponto de largada dos blocos foi ao lado do autódromo, no sentido zona sul-centro, em vez da antiga rotatória, sem a presença do antigo corredor da folia.

    Em 2013, o Carnatal teve um percurso e local provisório devido obras de mobilidade urbana; assim, o percurso dos trios elétricos invadiu o Parque Aristófanes Fernandes, já em Parnamirim, região metropolitana de Natal.

    Em 2014, o evento voltou para seu local onde se consagrou, sendo realizado na Área Externa da Arena das Dunas, num formato indoor assim como o ano anterior.

    Fontes:
    pt.wikipedia.org/wiki/Carnatal
    carnatal.com.br

    Clicando na imagem abaixo você encontra passagens aéreas, hospedagem, transfer e seguro viagem com tarifas especiais para o período do evento.

    blogcarnatal

     

    Deixe seu comentário
  • Congresso Pan-Amazônico de Ciências Farmacêuticas

    Nos dias 05, 06 e 07.12, Belém será novamente palco de um momento ímpar de intercâmbio técnico-científico e sociocultural da profissão farmacêutica: a 2ª edição do Congresso Pan-Amazônico de Ciências Farmacêuticas.

    Realizado pelo Conselho Regional de Farmácia do Pará sob o tema central “Cuidando do Desenvolvimento Farmacêutico: Uma Travessia para o Futuro”, o momento unirá farmacêuticos, acadêmicos e profissionais de todas as partes da região Pan-Amazônica para discutir os rumos e caminhos em direção futuro da profissão farmacêutica.

    Com temáticas extremamente atuais e debruçando-se sobre a temática do futuro e proatividade, o 2º Congresso Pan-Amazônico de Ciências Farmacêuticas subsidiará o aperfeiçoamento das multifaces de um profissional versátil, evoluído e em consonância com as exigências do ritmo pós-moderno.

    Fonte: congresso.crfpa.org.br

    Clicando na imagem abaixo você encontra passagens aéreas e seguro viagem com tarifas especiais para o período do evento.

    Congresso Pan-Amazônico de Ciências Farmacêuticas

    Deixe seu comentário
  • CONADIS chega em Dezembro!

    O primeiro CONADIS nasceu a partir das provocações das edições anteriores do Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido no sentido de pensar nacionalmente os problemas deste espaço. Nesta perspectiva a primeira edição do evento passeia por vários momentos históricos, políticos, econômicos, sociais e ambientais no semiárido vivenciados, trazendo a trajetória das obras contra as secas, da convivência, as tensões existentes e as possibilidades apontadas pela ciência, e provocando comunidade acadêmica e setores da sociedade a pensarem expectativas para o Semiárido brasileiro.

    Objetivos
    Reunir trabalhos que auxiliem a identificar a diversidade do Semiárido brasileiro;
    Promover a produção científica a as diversas formas de produção do conhecimento;
    Congregar pesquisadores no âmbito nacional;
    Realizar atividades que promovam o debate entre os pesquisadores, professores, profissionais, estudantes e demais interessados na temática do evento.

    Publico Alvo
    Estudante de Graduação;
    Estudante de Pós-graduação;
    Professores da educação básica;
    Professores de Ensino Superior/Profissionais;
    Técnicos;
    Publico em geral interessado na área central do evento.

    Fonte: conadis.com.br/sobre-evento.php

    Clicando na imagem abaixo você encontra passagens aéreas, transfer e seguro viagem com tarifas especiais para o período do evento.

    blogconadis

     

    Deixe seu comentário
  • Conheça o ENAG!

    O IV Encontro Nacional da Agroindústria (ENAG), que acontecerá nos dias 27, 28, 29 e 30 de novembro de 2018, será um evento que trará discussões da área científica de alimentos voltada ao controle de qualidade na indústria de alimentos, gestão ambiental dos resíduos agroindustriais, produção e/ou tecnologia animal, vegetal e bebidas, biotecnologia e/ou desenvolvimento de novos produtos agroindustriais, gestão da produção/qualidade, higiene e segurança dos alimentos e vigilância e saúde.
    Também incentivará a troca de experiências entre discentes, docentes e empresários, promovendo o desenvolvimento científico e tecnológico no setor da agroindústria no país.
    O IV ENAG disponibilizará em sua programação palestras, minicursos, apresentações de trabalhos científicos e feiras. Neste, as empresas poderão evidenciar seus produtos para comunidade em geral, enfatizando os diversos elos da agroindústria. Evidenciando as alternativas para o desenvolvimento do setor e mostrando os desafios e as expectativas para a cadeia produtiva do agronegócio.
    Dentre as oportunidades que o IV Encontro Nacional da Agroindústria oferece aos congressistas, destacam-se: a interação entre especialistas, instituições de pesquisa, empresários e empreendedores dos mais diversos setores da área da agroindústria e áreas afins. Isto garante que o conhecimento seja compartilhado em todos os aspectos.

    Fonte: ivenag2018.wixsite.com/ivenag/evento

    Clicando na imagem abaixo você encontra passagens aéreas, hospedagem e seguro viagem com tarifas especiais para o período do evento.

    Enag

    Deixe seu comentário
Página 1 de 612345...Última »